Equipe Kytos

Equipe Kytos

A equipe da Kytos é formada por especialistas em diferentes áreas. Aqui cientistas, jogadores, designers, sociólogos e engenheiros de computação se encontram para criar jogos baseados em conceitos científicos atualizados no campo da biologia. Buscamos o melhor equilíbrio entre o conteúdo científico e a diversão.

President

Mariana Garrido

Mariana é mestre Bioquímica (ou seja, tem mestrado em Bioquímica) e está trabalhando para defender seu PhD em Ciências Biológicas.

Mariana é apaixonada por virologia e por tornar a ciência mais igualitaria, diversificada e aberta a todos. Em seu tempo livre, provavelmente a encontrará em um concerto… Fora isso, ela devora tudo relacionado a investigações policiais “true crime”, adora kickbox e jogar vôlei, adora dar abraços no seu gatinho, resolver quebra-cabeças e jogar jogos de tabuleiro. Se você a conhecer, não pergunte a ela sobre sua banda favorita – ela tem 2 e vai falar sobre elas por horas.

Vice President

Kuba Orłowski

Kuba trabalhou como administrador de sistemas e programador por alguns anos antes de perceber que trabalhar na ciência é muito mais divertido (e ainda envolve uma quantidade significativa de mexendo com computadores). Tendo feito a transição, ele obteve seu PhD em teoria de controle em 2019, trabalhando no projeto de controladores adaptativos para estimulação cerebral e agora tem sonhos recorrentes de ovelhas elétricas.

Em seu tempo livre ele gosta de jogar jogos de tabuleiro e fingir ser competitivo, além de ler sobre psicologia, exploração espacial e como os filmes modernos se encaixam na “Grande Conversa”. Se o encontrar na natureza, ele provavelmente lhe falará com entusiasmo sobre a última coisa pela qual ele está obcecado (porque é legal, mas também tão falho!) ou sobre aquela vez em que ele andou de carona pela Europa. Odeia o tédio.

HUMAN RESOURCES DIRECTOR

Susannah Shissler

Susannah tem sido fascinada pela imunologia desde seu primeiro contato com ela durante um estágio de verão em biologia vegetal em 2012. Ela passou a estudar o papel das células NKT na imunoterapia do câncer durante seu doutorado, que completou no outono de 2019. Atualmente, sua pesquisa de pós-doutorado tem como objetivo compreender os fatores que influenciam a manutenção do timo (um órgão chave para a produção de células imunológicas).

Fora do laboratório, Susannah tem muitos passatempos. Ela gosta de ser ativa, incluindo escalada interior e exterior, yoga, piqueniques, trilhas e excursões de mochila. Susannah também gosta de ler (na praia ou no terraço no verão ou debaixo de um cobertor no sofá no inverno), jogar jogos de tabuleiro e se aconchegar com seus gatinhos. Ela está especialmente entusiasmada em se juntar à equipe Kytos para combinar suas paixões pela ciência, educação e jogos de tabuleiro.

Advisory board director

Gabriel Matos Rodrigues

Gabriel completou seu Ph.D. em biologia celular e molecular em 2020. Atualmente ele é pesquisador na área de genética e biologia do câncer.

Ele é fã de basquetebol, adora comer, especialmente comida caseira, e adora dançar com suas amigas e amigos. “Eu vejo a educação como uma fonte de liberdade e o caminho para construir uma sociedade mais democrática e igualitária”.

Game Development Coordinator

Lucas Branco

Lucas é sorriso e risada ambulante!

Ele adora conhecer novas pessoas e ouvi-las falar de suas paixões, falar de jogos, música e personalidade humana. Ele luta muito para encontrar o equilíbrio entre uma conversa longa e objetiva. Seu diploma em Design de Mídia Digital, aliado à sua curiosidade por uma série de tópicos diferentes, lhe permitiu buscar maneiras de traduzir conhecimento em diversão e vice-versa.

Em seu tempo livre, você normalmente encontrará Lucas em sua “caverna” ouvindo música estranha e agitada, tocando bateria imaginaria, jogando jogos e – quando a pandemia o permite – em um bar ou festa com suas amigas e amigos.

Visual Arts Coordinator

Luma Branco

Luma é uma mente artística. Entre muitas outras coisas, algumas de suas formas favoritas de expressão e comunicação são desenhos e esquemas.

Como ilustradora freelancer, seu bacharelado em Arquitetura e Urbanismo, demonstra sua versatilidade. Seus interesses são muitos e incluem biologia, comportamento humano, educação, arte e transformação de ideias em realidade.

Quando está com pouca energia, chocolate, queijo (especialmente derretido), comida apimentada, café ou vinho tinto certamente a animarão.

Carolina Benevides

Ernest G. Bizimana

Conhecer Ernest é conhecer seu amor pelo jogo em todas as suas formas. Ele sente profundamente que, através de jogos, há muito a aprender sobre a vida, a ciência, a história, a si mesmo, a cultura e muito mais. Mas acima de tudo, ele adora jogos porque são divertidos. Simples assim.

Atualmente, buscando um bacharelado multidisciplinar na Universidade Laval (Quebec – Canada), ele combina seu amor pela música e pela dança e seu interesse pelo empreendedorismo e pela gestão na esperança de poder aplicar seus conhecimentos no ecossistema sem fins lucrativos do Québec. Ele sente que a unidade e o jogo são uma necessidade para uma comunidade saudável.

Felix Marois

Um eterno estudante, Felix ama o conhecimento. Ele adora entender como as coisas funcionam e, especialmente, como elas se relacionam umas com as outras.

Tendo começado o bacharelado em biologia, ele acrescentou um pouco de antropologia ao seu caminho para que pudesse fazer um mestrado centrado na evolução humana. Quando criança ele costumava caçar mamutes em seu quintal e agora faz pesquisas sobre eles.

Ele adora jogar todos os tipos de jogos: jogos históricos, jogos de luta, jogos de tabuleiro, jogos de estratégia, etc.

Se você o vir andando com os fones de ouvido, apenas uma em cada dez vezes ele estará ouvindo música. As outras nove vezes, ele estará ouvindo um documentário ou podcast. Seus amigos se referem a ele como “enciclopédia ambulante”. Ele pode não ter uma resposta para tudo, mas pode pelo menos sugerir uma teoria que valha a pena explorar.

Ivan Drahun

Ivan é um candidato à pós doutorado, estudando entomologia médica, especificamente as interações complexas que ocorrem entre virus transmitidos por mosquitos, em espécies nativas do Canada. Depois de completar seu mestrado em ciência, focado em ecologia comportamental e controle de pestes, ele escolheu continuar seus estudos e perseguir uma carreira no meio acadêmico.

Ele adora passar tempo com a familia e amigos; design gráfico e artes visuais; musica que podem transcender os confins do tempo e espaço (ou que tenha uma batida incrível); cair no sono durante um toró; aprender novas habilidades e ajudar aqueles ao seu redor. Nas suas folgas, voce vai encontrar o Ivan curtindo sua vida ao máximo… ou virando a noite vidrado numa série de televisão.

José Américo

Jota cresceu e se tornou um Engenheiro de Computação que se aventurou na Biologia e agora estuda a fisiologia do envelhecimento. Ele terminou uma tese de doutorado em biologia celular em 2020 e agora está mergulhando mais profundamente no oceano da intersecção entre a biologia e a informática.

Ele gosta de mexer com coisas e tem uma lista de projetos paralelos que serão concluídos em algum momento no futuro. Ele também gosta de explorar o mundo e tem que se segurar para não deixar as pessoas impacientes com muitas perguntas sobre sua perspectiva do mundo. Quanto mais ele explora, mais ele entende o quanto a cultura e o conhecimento humanos são preciosos. Além disso, ele também acredita que precisamos encontrar soluções como sociedade para problemas complexos que afetarão aqueles que ainda não nasceram, alavancando a curiosidade intrínseca à natureza humana.

Keaton Boyle

Keaton é um tecnólogo interessado na intersecção da tecnologia, do direito, da política e da teoria. Ele trabalhou em grandes empresas de tecnologia como engenheiro de software e em casos contra grandes empresas de tecnologia na FTC dos EUA. Ele só quer entender como o mundo funciona, mas acaba sendo muito complicado!

Quando ele não está codificando ou aprendendo, você pode encontrar Keaton correndo (meia maratona feita! maratona completa em breve!), tocando guitarra ou baixo, tentando consertar coisas, assistindo às últimas mini-séries e passando tempo com amigos e família.

Laís Bhering

Laís é uma pesquisadora entusiasmada na área de Nutrição e Psiquiatria. Ela completou seu Ph.D. em Ciências dos Alimentos em 2019 e depois iniciou um pós-doutorado em Psiquiatria e Ciências do Comportamento. Ela também foi professora em cursos de graduação e acredita que sua paixão por ensinar foi herdada de sua mãe, professora de artes para crianças carentes no Brasil. Laís acredita que a educação provoca mudança de vida e é ferramenta mais poderosa para construir uma sociedade igualitária.

Nas horas vagas gosta de cozinhar para os amigos enquanto conversa e toma um bom vinho.
Ela adora estar cercada de pessoas e é muito curiosa sobre as perspectivas dos outros sobre a vida. Ela adora praticar qualquer tipo de esporte para se manter em movimento. No entanto, seu favorito é dançar, especialmente forró.

Raphael Rodrigues

Raphael é bacharel em Ciências Sociais (USP), MBA em Midia Digital e inteligência de mercado, além de ser formado em marketing e sistemas da informação. Têm um know-how de mais de 12 anos de experiência em posições de
liderança em equipes de tecnologia e marketing. Atualmente faz a Gestão de Marketing Digital e Product Growth no alt.bank, uma startup idealizada em Londres e atuante no Brasil, com um forte propósito social.

Samantha Giroux

Samantha está atualmente concluindo seu mestrado em criminologia. Ela é apaixonada pela criminologia crítica com respeito à crítica social e à defesa da “invisibilidade” da sociedade, particularmente quando se trata de mulheres, famílias e América do Sul. Esta paixão não se reflete apenas em seu trabalho, mas também em suas implicações sociais e em sua vida cotidiana. Ela adora conhecer novas pessoas, novas culturas e aprender com cada um e com todos que cruzam seu caminho. Além disso, ela adora basquetebol, música (principalmente afrobeat e funk brasileiro) e estar com seus amigos.

Ela acredita que ouvir e dar voz a cada indivíduo é a chave para fazer a diferença em nível pessoal e social. Para ela, a democratização da educação e do conhecimento é uma forma de lutar contra as desigualdades sociais e de participar mais diretamente na mudança social.